#casamentosimples - A LISTA DE CONVIDADOS

Chegou a parte mais dolorosa da organização de uma festa de casamento: a lista de convidados.


Pulei a parte das daminhas, pajens e padrinhos, pois acredito que o princípio da escolha seja parecido.


Tudo começa com "convide as pessoas mais importantes na vida do casal". Ok, provavelmente eles serão os padrinhos. Claro, tem a família, pais, irmãos, avós, tios e tias, primos e primas, agregados... mas que lindo! Se sua família é grande, voilà: já tem uns 70% da sua lista. Agora é só convidar os amigos mais próximos para completar o que falta... chama o ciclano, beltrano, namorada do fulano, o vizinho, cachorro, periquito e papagaio. Mas olha, gente! Extrapolamos o orçamento: precisamos reduzir a listar (momentos de dor e sofrimento começam a partir de agora). Nesta hora, percebe-se:


Cada ser humano tem um preço
E as vezes ele é bem caro! Uma cabeça a mais pode aumentar todo o custo de espaço, buffet e uma cacetada de coisas.


Agora que sou noiva, entendo quão sério é ser penetra. E que o destino não se vire contra nós, pois já perdi as contas de quantas vezes meu noivo entrou de penetra em casamentos (e me levou junto uma vez, perdão Senhor... foi divertido).


Também aprendi a valorizar mais, estar presente quando sou convidada para uma festa e a ser mais compreensiva quando não for. Em ambos os casos, com certeza, houve um motivo.


O termômetro da amizade
Para fazer todo mundo caber numa lista de casamento com orçamento limitado, é preciso selecionar as pessoas pelas quais o casal tem maior amizade, as que são mais próximas, que não poderiam ficar de fora. Mas quem disse que isso é fácil?


Uma das coisas mais difíceis que eu fiz na vida foi tentar "medir" quais eram as pessoas mais próximas para minhas listas de casamento. Eu achava que era simples dizer: "meu casamento é para os íntimos e quem é chegado sabe que é chegado". Mas eu estava enganada. As pessoas esperam mais de nós (e nós também sempre esperamos mais dos outros)!


Você pode refazer sua lista quantas vezes for preciso (e serão muitas) e eu aposto que não ficará 100% satisfeito. Há muitas surpresas ao longo do caminho!


É possível que muitas pessoas fiquem chateadas, que outros se afastem, mas sabe o que é ainda pior nisso tudo? É que parece que não tem muito o que fazer.


Seleção natural da vida
O casamento (o tempo, a maturidade), é um dos momentos que mais revelam os verdadeiros amigos, e sem muito esforço. Aliás, pode ser que algum deles nem esteja nas suas listas e você só vai descobrir depois.


Principalmente para quem vai sair da casa dos pais, este é um período muito delicado, cheio de decisões importantes, escolhas, muitos gastos (saídas? Pense duas vezes)... é impossível que isso não afete nossas relações (e nossas listas de casamento).


Ao mesmo tempo, é o momento em que o casal vive ainda mais um para o outro. São tantas coisas que precisamos fazer juntos. O mundo passa a ser muito mais de nós dois e dos poucos que permanecem ao nosso lado (numa troca recíproca) com verdade e intensidade. Acontece naturalmente e sinto que vai acontecer ainda mais...


Afinal, só os melhores ficam no final da festa, né? ;)


#DicaPrática: termino este artigo achando que foi mais um desabafo meu e concluo que é horrível fazer lista de casamento, mas alguns infográficos podem ajudar a refletir sobre quem convidar e definir alguns critérios para sua escolha.


Este aqui foi um dos melhores e mais sensatos que encontrei.


Até a próxima. Prometo ser mais positiva!


Com amor, de uma noiva sincera.
Sara.

#casamentosimples - A LISTA DE CONVIDADOS #casamentosimples - A LISTA DE CONVIDADOS Reviewed by Sara Dias on 20:22:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sara Alencar

Publicitária e criativa.